sexta-feira, 8 de julho de 2011

Os reais motivos das explosões dos bueiros da Light no Rio

Com todo esse frio que vem fazendo no Rio de Janeiro, e com os últimos acontecimentos das nossas instalações elétricas, muitos vem comparando nossa cidade maravilhosa com a genérica capital argentina “Bueiros Aires”. Alguns dizem que se Paris é a cidade Luz, o Rio caminha para ser a Cidade sem luz. Se hoje a uma média de 20⁰C temos super aquecimento de transformadores que geram explosões, imaginem o que será de nossas ruas no verão com temperaturas de 40⁰C.
“Há algo de podre no reino da Dinamarca”, diria Sir William sobre as justificativas e desculpas dadas para as inúmeras explosões que vem ocorrendo nos bueiros da Light. Muitas hipóteses são levantadas para tentar justificar os acontecimentos. Vejamos algumas visões distintas:
- Engenheiros:
Na visão pragmática de engenheiros ouvimos as considerações da falta de manutenção adequada, o que é bem provável em empresas brasileiras, partindo do péssimo princípio da nossa cultura, que não valoriza devidamente as ações de manutenção. Outros alegam que por falha de projeto o sistema pode estar mal dimensionado e com o crescimento da demanda por energia as unidades estão entrando em colapso. Devem existir erros de projeto também, mas se fosse esse o principal motivo das explosões, estas aconteceriam mais no verão quando o resfriamento dos transformadores é mais difícil pela maior temperatura do ar. A demanda por energia durante o dia é maior no verão pelo o uso do ar condicionado, uma vez que pelo nosso clima não temos sistemas de calefação para o inverno. No inverno o pico energético é entre as 18hs e 20hs, pois é neste horário que a maioria da população toma banho aquecido por chuveiros elétricos. As explosões se intensificaram no inverno e vêem ocorrendo durante o horário comercial, contradizendo a hipótese de erro de projeto e sub dimensionamento do sistema.
- Gestores:
Na visão ampliada de gestores ouvimos que a atual crise energética do Rio é conseqüência da mudança de gestão que a Light passou e da tomada de decisão de aposentar ou demitir os profissionais mais antigos que detêm o conhecimento do sistema. Como não houve a preocupação em transmissão de conhecimento para os novos funcionários, os problemas estão surgindo e a empresa está perdida sobre como solucioná-los.
- Dirigentes Políticos
Na visão dos dirigentes políticos o problema pode ser uma combinação das razões apresentadas, ou não. O fato é que a culpa é da Light e ela tem que resolver, ou começar a pagar para não resolver. O prefeito já começou a cobrar R$100.000 por bueiro que explode. Imaginemos a cabeça de Paes: “Já que não sabemos como evitar, vamos aproveitar para faturar!!!”
- Leigos
Para os leigos é uma grande surpresa descobrir que a energia não surge direto da tomada ou do interruptor. Estão surpresos e assustados em saber que a energia elétrica é transmitida por cabeamento subterrâneo ou suspenso em postes. Para eles um transformador seria algum novo tipo de processador da Polishop que transforma legumes e frutas em deliciosos sucos que ninguém tem coragem de beber. Muitos estão inquietos e desconfiados. Alguns começam a questionar se o leite que bebem no café da manhã não vem direto da caixinha...
-CREA
Até o momento, o CREA ainda está investigando se realmente os bueiros da Light estão explodindo. De acordo com as informações do CREA a Light não possui registro em Engenharia de Minas e por isso os bueiros não possuem certificado para explodirem, pois não fizeram ART para esta função, não apresentaram os 37 documentos autenticados das 04 juntas municipais e não pagaram a taxa de R$277,15 por explosão. O CREA pretende abrir uma sindicância contra a Light por estar exercendo função não prevista em seu registro de acordo com a resolução 1010. A expectativa é que a sindicância conclua sua posição em pelo menos 3 anos.
- Parafusetas
Os Parafusetas não se deixam levar por qualquer desculpa esfarrapada ou papo torto. Após dedicada e aprofundada pesquisa chegamos ao real motivo das explosões dos bueiros da Light. Os engenheiros e os gestores estão tendo uma visão cartesiana e pragmática sem enxergar a verdadeira razão das explosões dos bueiros da light. Nosso amigo Shakespeare dizia que “há mais coisas entre o céu e a terra do que supõe nossa vã filosofia”. Na verdade existem mais coisas de baixo da terra do que supomos. Após uma análise espectral através de receptores de força eletromotriz nos bueiros que explodiram concluímos que a causa das explosões nada mais é do que uma manifestação paranormal de Osama Bin Laden que acreditou que depois de morto teria o descanso eterno na terra prometida com 40 virgens. A terra prometida é a cidade maravilhosa, mas as 40 virgens é uma missão impossível aqui. Com a não realização de seu desejo e crença, Bin Laden junto com Saddan Husseim, o eterno inimigo número 1 das Américas e primo de Barack Obama, iniciaram atentados terroristas contra o sistema da Light. Pronto, estão explicadas as explosões. A única forma de impedi-las é contratar uma equipe de caça fantasmas para expurgar esses espíritos de nosso sistema elétrico. Existem equipes de caça fantasmas de renome internacional que por uma bagatela de R$50.000/mês podem fazer este serviço. Não há razão para se assombrarem com o custo e a proposta, pois a Prefeitura do Rio contrata por R$80.000/mês a Fundação Cacique Cobra Coral para controlar o clima de nossa cidade, impedir chuvas intensas no verão e principalmente que não chova no Ano Novo.
Você achou que todas as visões estão erradas? Comente você também no nosso blog qual é a sua visão do por que os bueiros da Light estão explodindo.

2 comentários:

  1. Minha visao porque os bueiros explodem tende a concordar com o especialista eng. Estellito em http://oglobo.globo.com/rio/especialista-diz-que-light-nao-investiga-explosoes-2688233 e http://www.aepet.org.br/site/debate_brasil/video_interna.php?videoID=407
    A analise dos Parafusetas eh muito boa, porem segundo os registros as explosoes ocorrem majoritariamente em caixas que nao possuem transformadores e isto deveria ser mais pesquisado. De qualquer forma, se houver uma passeata pedindo o fim das explosoes de bueiros eh possivel que a Dilma encaminhe ao Congresso um pedido de plebiscito a respeito, ou ateh mesmo de uma PEC.

    ResponderExcluir
  2. O video onde o especialista eng. Estellito discorre sobre explosoes de bueiros saiu do site da Aepet e agora estah em: http://www.youtube.com/watch?v=0hKshf_TGRk

    ResponderExcluir